Um Site Popular Para Mulheres Modernas, Que Vai Ajudar Qualquer Mulher Sovoyu Mudar Vidas Para Melhor

Paris Fashion Week PE 2019: todos os mais belos shows - #2

Uma men√ß√£o para os acess√≥rios: os sacos verificar em contraste com as cores dos vestidos a serem usados ‚Äč‚Äčcomo sacos enrolados no pulso e os √≥culos de prote√ß√£o no estilo dos anos 70.

Giambattista Valli

O estilista, agora em casa nas passarelas parisienses, nos acostumou a esse tipo de roupa. Suas cole√ß√Ķes s√£o um concentrado de eleg√Ęncia e s√£o femininas como poucas outras: a passarela √© um verdadeiro show.

Para o PE de 2016, Giambattista Valli nos oferece uma coleção super feminina, com muitos vestidos e saias de camisa, declinada em modelos trapezoidais com um apelo vintage e bon ton, tanto nas estampas quanto nos detalhes, desde as golas arredondadas até os tecidos. Oferece, no entanto, todo aquele fascínio que faz parte da Maison com acessórios, como sapatos de verniz amarrados por minitiras que param no tornozelo, ou se elevam até o bezerro.

O desfile da Hermès

Mais famosa por acess√≥rios do que por roupas, esta marca √© uma das mais ic√īnico da moda francesa, especialmente para os sacos que ao longo dos anos se tornaram verdadeiros objetos de culto para todos os fashionistas!

Luxo sem frescuras ou logotipos, sem gritos, apenas alfaiataria, materiais, couro e detalhes de uma precis√£o quase inating√≠vel. No entanto, at√© mesmo a Herm√®s converte sua moda em eleg√Ęncia esportiva, no estilo chique e descontra√≠do, nos t√™nis sob o vestido de noite ou no terno de couro. As linhas tornam-se suaves, vestidos de trap√©zio, longas camisas e cal√ßas al√©m do tecido permanecem macios nos quadris.

Mais uma demonstra√ß√£o de que as regras da moda mudaram, que o desejo de tornar a mulher contempor√Ęnea sedutora, mas n√£o v√≠tima de modas ou restri√ß√Ķes impostas pela sociedade a se sentirem na moda, √© o novo farol que ilumina mais os designers das casas de moda importante, talvez inspirado por essa mudan√ßa, por designers emergentes.

O desfile de moda de Sonia Rykiel

Vestidos envolventes, pul√īveres, xales est√£o entre os modelos cl√°ssicos propostos pelo designer parisiense. A sua √© uma moda calorosa e sensual, que n√£o precisa descobrir muito para seduzir. Cinza, bege, preto e azul escuro sempre foram os principais pontos de venda de sua paleta.

O toque de malhas que fez Sonia Rykiel famosa n√£o pode faltar em suas cole√ß√Ķes e para o PE, as blusas vermelhas e azuis com bordados card√≠acos s√£o uma daquelas pe√ßas que gostar√≠amos imediatamente no guarda-roupa, para levar conosco para no pr√≥ximo ver√£o e vestir a fantasia enquanto assistimos ao p√īr do sol.

Mas n√£o √© s√≥ isso que √© belo e profundamente feminino, atraente e indument√°ria na cole√ß√£o Rykiel: os ternos estilo saf√°ri com cal√ß√Ķes azuis, os vestidos compridos em jersey que envolvem a silhueta como um abra√ßo, a estampa de andorinha que tamb√©m se torna camuflagem e acess√≥rios como broches e cintos de prata s√£o o todo que faz a diferen√ßa. Feminilidade, medida, capacidade de experimentar tend√™ncias e per√≠odos hist√≥ricos sem distorcer o estilo, sem romper com o passado ou com uma desestrutura√ß√£o evidente. Aqui, o retorno √† simplicidade, ao b√°sico, ao conforto que a mulher contempor√Ęnea exige est√° presente, sem muita teatralidade.

O desfile de moda de Yves Saint Laurent

Outra marca que não precisa de introdução e que após a morte de seu fundador, Yves Saint Laurent, passou por uma grande reforma. Alguns não apreciaram o desaparecimento de Yves do nome da maison, mas talvez a mudança também venha desses pequenos gestos simbólicos.

A revolu√ß√£o Hedi Slimane para Yves Saint Laurent continua e depois de retirar Yves ao nome, para marcar um novo cap√≠tulo na hist√≥ria da casa de moda, que, fiel ao seu passado, quer tomar um caminho que tamb√©m escreve moda futura, desconstr√≥i o designer e reconstr√≥i com novas refer√™ncias um novo olhar que fala √† mulher contempor√Ęnea.

Se o leitmotiv das novas cole√ß√Ķes encenadas durante as semanas de moda de Mil√£o, Nova York, Londres era misturar vestu√°rio super-femininocom outros homens, usar lingerie como roupa de dormir e dar um sinal de imperfei√ß√£o ao que antes era considerado a √ļnica maneira de ser hiper-feminino, com os desfiles de moda de Paris, h√° mais √™nfase neste aspecto: a mulher contempor√Ęnea vai muitas vezes de saltos, mas n√£o renuncia a sensualidade.

As mulheres Saint Laurent usam vestidos curtos de lantejoulas e botas de chuva, tiaras no cabelo, estritamente sem vincos e sem maquiagem nos rostos. Longos vestidos de seda com suéteres masculinos, jaquetas de couro gastas e nada muito perfeito, pelo menos na aparência.

Terça-feira, 6 de outubro de 2015

O desfile de Chanel

A Kaiser nunca decepciona e, embora a melhor d√° para as cole√ß√Ķes Haute Couture, tamb√©m para o linha de pronto-a-vestir algumas surpresas nunca falham! N√≥s n√£o podemos esperar algo como o Cassino, mas com Chanel voc√™ nunca pode dizer...

Novo espet√°culo fara√īnico para Chanel, de Karl Lagerfeld, que traz ao Grand Palais o ambiente do aeroporto, com check-in, embarque, port√Ķes, vozes de megafones anunciando destinos e partidas. √Č ainda outra cup√™ de teatro do Kaiser que agora mora na √©gua magnum do que cria identifica√ß√£o, e acima de tudo partilha, nas m√≠dias sociais √© claro. √Č imposs√≠vel, na verdade, n√£o entender, ou pelo menos perceber, o quanto a Chanel se concentrou mais no contexto do que no texto de suas cole√ß√Ķes. E, no entanto, essa interpreta√ß√£o, na verdade essa maneira de comunicar, apesar da banalidade do m√©dium e da aten√ß√£o que √© captada mesmo nos mais distra√≠dos e menos acostumados com o mundo da moda, funciona. Os n√ļmeros dizem isso, o que Chanel continua a representar na moda Olympus e no imagin√°rio coletivo diz isso, o fato de que tudo o que apareceu na passarela com Cs cruzado duplo diz que estava na lista de desejos de todos os h√≥spedes e todos outros que perderam a cabe√ßa para o mundo √†s vezes kitch outro on√≠rico, por Chanel por Karl Lagerfeld.

O desfile de moda Valentino

Valentino retorna √† passarela na Fran√ßa, onde est√° em casa, ap√≥s o breve per√≠odo romano. Sua cole√ß√Ķes s√£o sempre super rom√Ęnticos, enfeitados com belos bordados e tule, um tecido capaz de seduzir como poucos.

A coleção SS 2016 trouxe para o palco por Maria Grazia Chiuri e Pier Paolo Piccioli ela é esmagada pelos aplausos, que crescem gradualmente à medida que os modelos acabam andando pelo oval iluminado e chegam, as duas mentes criativas dessa enésima maravilha.

√Č imposs√≠vel ficar indiferente √† maestria e eleg√Ęncia com que a maison vem descrevendo a feminilidade h√° anos. Para esta esta√ß√£o, a inspira√ß√£o vem da Mamma Africa e de suas belas e selvagens terras, suas tradi√ß√Ķes, seus materiais, seu folclore.Designers costumam dar pinceladas de etnias aqui e acol√° para suas roupas ou acess√≥rios, mas talvez nunca como neste caso o f√īlego geral do espet√°culo n√£o seja uma simples "contamina√ß√£o", √© um tributo. Os vestidos est√£o prontos para trilhar os tapetes vermelhos mais famosos, dando estilo africano que fascinante que os dois designers foram capazes de extrair e reproduzir a partir das mat√©rias primas e nobres de suas inspira√ß√Ķes. Para dar aquele toque extra tamb√©m os acess√≥rios de Alessandro Gaggio.

Corpetes de couro em vestidos em tecido de seda, acess√≥rios de couro, penteados com caudas de dreadlocks, as sand√°lias entrela√ßadas: um poema que por um momento nos deu todo o calor e a beleza de um p√īr do sol africano, entre as tribos selvagens, mas rico em costumes e hist√≥rias para contar.

Quarta 7 de outubro de 2015

Louis Vuitton

Outra marca da tradi√ß√£o francesa que, sob a lideran√ßa de Nicolas Ghesquiere, anteriormente de Balenciaga, renasceu. o sacos s√£o sempre um ponto forte, do porta-malas √†s bolsas, mas sempre h√° muito para descobrir nas cole√ß√Ķes da Maison.

O protagonista √© couro na cole√ß√£o SS 2016, com o monograma que se torna um padr√£o tamb√©m na vers√£o damier. Esse logo-mania que temos visto como protagonista em algumas cole√ß√Ķes, tamb√©m chega na famosa Maison. Ponto forte, esse toque grunge que caracterizou o estilo de muitas outras cole√ß√Ķes encenadas em Paris nesses dias, mas n√£o apenas o desejo de desconstruir e reconstruir tend√™ncias contaminantes que agora n√£o podem mais ser definidas apenas de passagem: a uni√£o masculino-feminino, tamb√©m chamada de pueril √© um dos leitmotiv de todas as cole√ß√Ķes, mesmo aquelas que sempre foram reconhecidas como hiper-femininas e rom√Ęnticas.

Os p√©s firmemente no ch√£o, descem dos calcanhares para se levantar plataforma decididamente menos sedutor, mas mais pr√°tico e confort√°vel. As contamina√ß√Ķes √©tnicas, mesmo neste caso, est√£o l√°, mas ao contr√°rio do desfile de moda Valentino aqui se torna uma maneira de enfatizar o conceito de "selvagem", de imprecis√£o que quer e deve tornar-se parte integrante do novo conceito de perfei√ß√£o estil√≠stica a que os projetistas aspiram. J√° n√£o √© hora de princesas, mas de guerreiros.

Miu Miu

o sonho proibido de toda garota para sempre: cores esplêndidas, modelos femininos com um toque despreocupado, acessórios absolutamente perfeitos. Uma linha sempre brilhante que é renovada da coleção na coleção.

Para encerrar a semana de moda parisiense e fechar o c√≠rculo de discursos abertos e fechados, ou deixados suspensos pelas cole√ß√Ķes que cada designer trouxe para a passarela, chega Miuccia Prada com suas princesas rebeldes que pisam na passarela Miu Miu.

O irracional est√° no centro do pensamento do designer: em um mundo cada vez mais conservador e no centro de um progresso tecnol√≥gico que muitas vezes n√£o ajuda como poderia, mas se torna apenas um enorme cont√™iner, sua cole√ß√£o permanece no momento do rompimento. O romantismo dos rouches, da organza, das mangas dos bal√Ķes junto com a coron√°ria, colide com um humor sombrio a partir de maquiagem g√≥tica, movendo-se parapenteado desarrumado, at√© as costuras e cortes das roupas. Quase como noivas cad√°veres, em Tim Burton, as princesas g√≥ticas Miu Miu chegam para nos fazer pensar, o estilo cr√≠tico e a capacidade de preencher texto e n√£o apenas o contexto das cole√ß√Ķes √© o que sempre fez Miuccia Prada um dos designers mais autorizados no panorama mundial. Sua n√£o s√£o estrat√©gias de marketing ou respira√ß√£o dos tempos em que vivemos, eles s√£o reflexos feitos para se adequar.

Vídeo: FULL SHOW VALENTINO - PARIS FASHION WEEK FEM PE 2005

ÔĽŅ
Menu