Um Site Popular Para Mulheres Modernas, Que Vai Ajudar Qualquer Mulher Sovoyu Mudar Vidas Para Melhor

Fome nervosa: como resolver

Fome nervosa: como resolver: nervosa

N√£o pode parar de comer? Voc√™ constantemente escuta um buraco no seu est√īmago? Voc√™ se sente estressado e com fome? N√£o se preocupe... volte a entrar na categoria dos chamados "comedores emocionais". O Dr. Salvatore Simeone fala sobre a fome nervosa e como reagir.

Fome nervosa: como resolver?

Você está basicamente sofrendo de "comer emocional". Nunca ouvi falar disso? Dr. Salvatore Simeone, Diretor Médico do Centro Médico Francois Broussais de Roma, descreverá em detalhes o perfil de um comedor emocional, dada sua experiência médica. O Dr. Simeone, que já falou extensivamente sobre este assunto, com entrevistas online e em revistas impressas, aconselha todos aqueles que estão com sobrepeso a não desanimar e a estabelecer o objetivo de eliminar a "mentalidade da pessoa gorda", principal causa de quilos extras.

Como fazer isso?

Em resumo, se voc√™ acredita ou sente que seu excesso de peso tem a ver com uma "fome emocional" ligada a problemas emocionais ou econ√īmicos, mortes ou doen√ßas, medos, decep√ß√Ķes e assim por diante, nunca v√° em uma dieta. Por qu√™? Al√©m de mais uma falha, voc√™ se arriscaria a "manter seu hipot√°lamo ainda mais", o que acumularia mais gordura na defesa. Para poder perder o peso permanentemente √© necess√°rio "repor" o seu hipot√°lamo, ou induzi-lo a "deixar ir de alguma gordura da defesa"; de certo modo, trata-se de faz√™-lo relaxar, convencendo-o de que tudo est√° em ordem e que, portanto, toda essa gordura acumulada n√£o √© mais necess√°ria. Este √© um dos principais objetivos da dieta metab√≥lica.

Perfil de um comedor emocional: livremente baseado no best seller "Food and Emotions"

De manh√£ n√£o tenho problemas: estou t√£o ocupada preparando as crian√ßas para a escola e para o trabalho, que tenho sorte quando consigo tomar um caf√©. √Äs vezes eu posso comer alguns biscoitos, mas se estou com pressa, n√£o como nada. No trabalho, no intervalo, tomo um caf√© e almo√ßo fora, geralmente com um amigo. Volto para casa por quinze para as seis e √© nesse momento que a fome emocional come√ßa: assim que volto para casa, ele lentamente come√ßa a sentir a enorme necessidade de "sugar" alguma coisa e n√£o consigo resistir, ent√£o quando Hora do jantar Eu n√£o sinto mais tanta fome e n√£o como muito. A fome emocional me pega depois que eu a limpo: quando eu finalmente relaxo, a sensa√ß√£o de desejo forte come√ßa novamente. √Äs vezes √© melhor ligar para um amigo e falar um pouquinho no telefone, mas, assim que desligo o telefone, ligo a televis√£o e come√ßo a mordiscar de novo: √†s vezes s√£o chocolates, √†s vezes sobras ou qualquer outra coisa, sem sequer usar um plana e muitas vezes em p√©. Percebo que √© uma coisa boba: √© como se eu pensasse que eles comem r√°pido e sem criar desordem que eu n√£o havia comido. Eu n√£o sei porque eu fa√ßo isso, n√£o √© que eu estou realmente com fome, mas se eu tentar resistir, eu ainda sinto um desejo que n√£o me deixa. Mas eu n√£o posso me aceitar com esses quilos extras, me julgar e me sentir mal julgado, perdi parte da minha feminilidade e mesmo com meu marido n√£o √© como costumava ser: ainda assim, apesar de sofrer tanto por esse estado, n√£o posso resistir √† fome emocional. Eu tentei v√°rias vezes para perder peso, mas sempre acaba que eu retiro os quilos: n√£o sei mais o que fazer. Eu senti que tudo isso depende de mecanismos que partem de uma gl√Ęndula chamada hipot√°lamo e que √© poss√≠vel aprender a controlar esses mecanismos.

Como lidar com o hipot√°lamo

Excesso de peso n√£o √© uma condi√ß√£o simples de desconforto "est√©tico", mas acima de tudo o efeito de um desconforto interno devido √† tentativa de enfrentar o "mau tempo" da vida, seja ansiedade, nervosismo, depress√£o, medo, t√©dio, etc. Al√©m disso, sabe-se que o excesso de peso gera mal-estar, doen√ßa e expectativa de vida abaixo da m√©dia. Al√©m disso, um mau relacionamento consigo mesmo e com a pr√≥pria imagem geralmente produz falta de confian√ßa e auto-estima. Por v√°rias d√©cadas, os cientistas mostraram que o problema do excesso de peso depende do fato de que o hipot√°lamo, a gl√Ęndula que regula o peso, tende a acumular gordura pela "defesa" contra o humor negativo, especialmente medo, ansiedade, raiva. depress√£o, decep√ß√£o, luto. Em particular, existem algumas grandes categorias de pessoas que, apesar dos enormes esfor√ßos, n√£o conseguem perder peso e s√£o:
- pessoas que n√£o eram amadas ou que n√£o eram, no entanto, como queriam;
- aqueles que experimentaram o fim de um relacionamento emocional ou, em qualquer caso, vivem um relacionamento conflituoso;
- aqueles que est√£o ansiosos sobre problemas econ√īmicos ou pr√°ticos;
- quem teve que lidar com doenças graves ou acidentes, próprios ou de parentes;
- qualquer pessoa que tenha sofrido mortes graves que n√£o sejam bem "digeridas" ou temam outras mortes ou tenham medo da morte;
- pessoas que tomaram, por v√°rias raz√Ķes, uma s√©rie de drogas que bloquearam o hipot√°lamo e o metabolismo.

Retornar a um ou mais grupos significa ter um "bloco funcional" dell 'hipot√°lamo, que previne a perda de peso f√°cil, porque nestas condi√ß√Ķes a gl√Ęndula se torna defensiva e acumula gordura facilmente, abrandando abruptamente metabolismo. Em uma situa√ß√£o de alarme dohipot√°lamoO maior erro que pode ser cometido √© seguir uma dieta, porque isso criaria um estado de alerta ainda maior. Em vez disso, √© necess√°rio aprender como gerenciar tal situa√ß√£o, adquirindo os dados corretos; Este √© o objetivo da dieta metab√≥lica. Hoje, √© poss√≠vel come√ßar uma mudan√ßa profunda, com o objetivo de remover as sensa√ß√Ķes emocionais negativas que impedem o ser humano de ser pac√≠fico e tranquilo, e que quase sempre s√£o descarregadas na comida.

Existe uma solução real para o problema?

Certamente sim, e √© perder peso por n√£o fazer dieta. Em uma situa√ß√£o de alarme dohipot√°lamo (medos, mortes, doen√ßas, problemas econ√īmicos, div√≥rcios, acidentes, etc.), o maior erro que pode ser cometido √© fazer dieta, pois isso criaria um estado de alerta ainda maior, com a conseq√ľente impossibilidade de perder peso, apesar de todo o esfor√ßos. Excesso de peso √© muitas vezes o efeito de um desconforto interno devido √† necessidade de enfrentar o "estresse" da vida. Durante v√°rias d√©cadas, os cientistas mostraram que o problema do excesso de peso depende do fato de quehipot√°lamoA gl√Ęndula que regula o peso tende a "acumular gordura para defesa" contra estados mentais negativos, especialmente medo, ansiedade, raiva, depress√£o, decep√ß√£o, luto.

Existem dietas ideais?

A quest√£o √© muito intrigante... Na realidade, segundo nosso ponto de vista, nenhuma dieta pode ser considerada a melhor dieta absoluta, pelo simples fato de que, j√° codificada, n√£o pode levar em conta a complexidade do indiv√≠duo. Na verdade, sempre acontece que aqueles que v√£o ao nutricionista devem seguir um "regime" que n√£o foi projetado para ele / ela, mas que j√° foi pr√©-embalado. Consequentemente, aqueles que t√™m que perder peso se v√™em obrigados a seguir um caminho no qual eles n√£o se identificam, e por essa raz√£o eles se mostrar√£o n√£o apenas pesados ‚Äč‚Äčpara serem levados a cabo, mas sempre falidos. Acreditamos que uma dieta saud√°vel deve ser entendida como um "m√©todo" de perda de peso capaz de desempenhar pelo menos tr√™s fun√ß√Ķes: a primeira √© proteger a sa√ļde; a segunda √© a salvaguarda do equil√≠brio psicoemocional de quem tem que perder peso; o terceiro, √© claro, √© um emagrecimento que atende √†s suas expectativas. Quanto √† sa√ļde, a dieta ideal √© aquela que n√£o s√≥ n√£o faz mal, mas que realmente consegue tratar as pessoas, por exemplo, as doen√ßas cl√°ssicas que geralmente acompanham o excesso de peso, como diabetes, colesterol, triglic√©rides e hipertens√£o. Quanto, em vez disso, √† necessidade de salvaguardar o aspecto psicoemocional de quem tem que perder peso, o mais importante √© escolher uma f√≥rmula de perda de peso com excelente rela√ß√£o custo / benef√≠cio, no sentido de que vale a pena escolher uma dieta que d√™ √≥timos resultados., comparado ao que √© "gasto" em energias psico-f√≠sicas.

Quais dicas √ļteis voc√™ pode dar aos leitores?

A dieta metabólica, como é formulada, é um método exclusivo do Centro Médico Broussais de Roma. Veja como perder peso sem estar em dieta...

Por que a dieta metabólica é a solução para o problema do excesso de peso?

Existem muitas raz√Ķes pelas quais dieta metab√≥lica pode ser considerado o melhor m√©todo para perder peso, especialmente permanentemente ao longo do tempo. Em primeiro lugar, baseia-se nas solu√ß√Ķes mais modernas e cient√≠ficas, como a capacidade de melhorar o metabolismo com solu√ß√Ķes naturais. Al√©m disso, tamb√©m leva em grande considera√ß√£o as necessidades e h√°bitos alimentares da pessoa que tem que perder peso, o que √© incomum em qualquer tipo de dieta. Finalmente, √© o √ļnico m√©todo que visa eliminar a "mentalidade da pessoa gorda", a primeira causa de excesso de peso. o dieta metab√≥lica n√£o √© uma dieta real, na verdade, idealmente, √© precisamente o oposto de todas as outras dietas: na verdade, o objetivo fundamental da dieta metab√≥lica √© "libertar" as pessoas de dietas e dietistas. Devemos, de fato, partir da suposi√ß√£o indiscut√≠vel de que pessoas magras n√£o est√£o em dieta! N√£o se preocupe se voc√™ n√£o puder entender imediatamente o significado desta frase: √© normal n√£o entender, especialmente para aqueles que fazem dieta por toda a vida. Voc√™ vai entender com o tempo! Na verdade, a dieta metab√≥lica tamb√©m fornece para voc√™ aprender pequenos "segredos" para come√ßar a perder peso por n√£o fazer dieta. Mesmo essa frase, como a outra, pode parecer estranha por enquanto, mas vamos refletir sobre o fato de que 99% das pessoas gordas est√£o em uma dieta para sempre ou, em qualquer caso, tentam perder peso sem sucesso.

Para mais informa√ß√Ķes:

O Broussais Medical Center de Roma √© um dos maiores centros de Medicina Biol√≥gica e Integrada existente na Europa e no mundo e √© dedicado a Fran√ßois Broussais, grande m√©dico naturalista do s√©culo XIX. O Centro lida com medicina de vanguarda e aborda todas as pessoas que procuram um novo modelo m√©dico para confiar sua sa√ļde. Oferece as melhores solu√ß√Ķes tanto no campo dos diagn√≥sticos funcionais como no campo terap√™utico.

contactos: Centro Médico Francois Broussais
Largo A. Sarti, 4, 00196 Roma
Tel. 06/3201127 - [email protected]

bibliografia:

- Edward Abramson, Emo√ß√Ķes e Alimenta√ß√£o - Como controlar a fome nervosa, Positive Press
O objetivo deste livro √© ajud√°-lo a identificar seus h√°bitos alimentares e entender como eles est√£o ligados √†s suas emo√ß√Ķes. O autor apresenta m√©todos pr√°ticos, baseados nos princ√≠pios da terapia cognitivo-comportamental, para controlar a fome emocional.
- Gudrun From the Way, Nutri√ß√£o e Emo√ß√Ķes, Como a comida afeta nosso humor, Red Editions
Quais alimentos dão a carga e o bom humor? Quais têm um efeito relaxante? Com base na pesquisa científica mais atualizada, foi demonstrado que a nutrição afeta nosso humor, tanto do ponto de vista bioquímico quanto psicológico.

Vídeo: Coisas que com certeza vão te deixar muito NERVOSO

ÔĽŅ
Menu