Um Site Popular Para Mulheres Modernas, Que Vai Ajudar Qualquer Mulher Sovoyu Mudar Vidas Para Melhor

O fim de um amor

O fim de um amor: mais

"Você pode amar morrer, mas morra de amor não!" Negros cantaram por acaso alguns anos atrás... Uma regra para manter sempre em mente, mesmo quando tudo parece perdido: aqui está como sobreviver ao sofrimento para o fim de uma história

Fim de um amor

Todos, alguns mais ou menos, sofreram por amor. É indispensável inevitável. Todos nós sentimos aquela ansiedade agarrada às nossas gargantas, pelo menos uma vez na vida! As razões podem ser as mais variadas: amor não correspondido, o fim de uma história, uma traição, uma separação temporária ou definitiva, etc...

Mas cada uma dessas facetas nos leva ao mesmo conceito: a necessidade desse impulso vital que nos leva a querer compartilhar nossa existência com outra pessoa, cujas fronteiras se desvanecem para se tornar parte de nosso "eu".

Muitas vezes, no entanto, a dor é tão forte que tudo parece inútil e sem sentido. Sentimo-nos desamparados diante de uma situação que não podemos mudar e que nos deixa doentes para parar de comer e dormir, a ponto de tirar a vontade de viver, como se nosso corpo e o mundo exterior estivessem se tornando uma prisão de sofrimento.

E não há paz; os esforços dos nossos amigos e da nossa família para nos fazer divertir parecem inúteis ou mesmo irritantes e sabemos mais como sair. A certa altura estamos tão cansados ​​de sofrer que não encontramos forças nem para se rebelar contra o sofrimento.

As piores coisas que você faz quando você é deixado

Existe um remédio amoroso? Um medicamento talvez não, mas a solução para ficar melhor existe e está disponível para todos: a chave é perceber que tudo - realmente tudo - passes e tudo, por mais doloroso que possa parecer para nós, está destinado a terminar. Infelizmente, todo mundo tem tempos diferentes e pode levar vários meses (muito mais raramente anos) para superar o sofrimento. Entretanto, nesse meio tempo, os momentos em que estamos melhores se alternam cada vez mais freqüentemente com aqueles em que estamos doentes, até finalmente substituí-los. Às vezes a coisa não é gradual e um evento particular é suficiente para mudar nossa vida.

História terminada: como sobreviver

Eventos como um bate-papo com alguém que nos faz entender algumas coisas até agora incompreendidas, o encontro com uma nova pessoa que nos interessa, uma realização particularmente importante no trabalho, etc... podem realmente funcionar maravilhas em nosso humor. O importante não é fossilizar os pensamentos que nos fazem doentes. Isso não significa que devamos evitá-los ou nos assustar se, espontaneamente, acabarmos com nossas cabeças sempre nos pensamentos habituais, mas é fundamental favorecer todas as situações que podem interromper a cadeia de dor.

Assim que a pessoa a quem estamos conectados falha, é como se faltasse um pedaço da nossa vida que, portanto, seria "quebrado" e incompleto. A solução para consertá-lo é alterar toda a configuração geral, para que a estrutura não seja mais afetada pela falta de um de seus elementos.

Conhecer novas pessoas é essencial e, para isso, tudo (ou quase) é concedido. Muitos sites hoje oferecem a possibilidade de conhecer novas pessoas de todos os cantos da Terra, no conforto do seu PC; Por que não tirar proveito disso? Não há poucos compromissos e casamentos nascidos graças à internet! Outra solução é quebrar a caixa de amigos para nos apresentar a outros amigos e amigos; ampliando o círculo de nosso conhecimento, mesmo apenas para um cálculo estatístico é mais provável encontrar a pessoa certa.

Um olho especial deve ser reservado para cuidar de nós mesmos, por dentro e por fora. É verdade, devemos aprender a nos aceitar, mas isso não significa não nos comprometermos a melhorar! Com uma imagem mais agradável, certamente será mais fácil conhecer alguém. L 'estética É o nosso cartão de visita

O que então, além disso, também deve haver um cérebro e um coração é tão verdadeiro. No entanto, encontrar um novo amor deve ser algo que aumenta a satisfação já existente, dada por nosso amor-próprio saudável.

Dois são melhores, é verdade, mas ninguém está com pressa e, enquanto estivermos sozinhos, por que não? aproveitar fazer coisas que não poderíamos fazer quando estamos noivos? Para ajudar a nossa auto-estima, vamos nos concentrar em nosso trabalho pessoal e objetivos escolares. As formas de melhorar são infinitas; é o suficiente para tentar ver as coisas de uma forma imparcial para perceber que nada é verdadeiramente irreparável e que somos os mestres de nossas vidas.

Nós apenas temos que aprender a nos envolver. O resto virá por si só, baseado no que semeamos. Boa sorte para todos os corações partidos; logo sua nova metade chegará!

Editado por Massimo Raciti

Vídeo: O fim de um amor (Mensagem de Coração Magoado)


Menu