Um Site Popular Para Mulheres Modernas, Que Vai Ajudar Qualquer Mulher Sovoyu Mudar Vidas Para Melhor

Você odeia o Natal? Como sobreviver

Você odeia o Natal? Como sobreviver: natal

Voc√™ faz parte da grande equipe que detesta o Natal? Ent√£o o inimigo n√ļmero um √© quase certamente a fam√≠lia e os infind√°veis ‚Äč‚Äčalmo√ßos: √© assim que se sobrevive ao Natal com a fam√≠lia.

Eu odeio o natal

Olhe no espelho e faça a si mesmo uma pergunta: por que você odeia o Natal? Por que a simples idéia de almoços e jantares deixa você doente? Por que dezenas de parentes reunidos em uma mesa muito longa lhe inspiram desejos vagos de suicídio?

Você está bem ciente de não fazer parte da facção dos amantes do Natal. Aquelas pessoas que sempre conseguem encontrar idéias deliciosas para dar presentes a todos, tendo prazer em fazê-lo, que não ficam nervosos, engarrafados no tráfego enervante de Natal, que não tentam calcular o preço dos presentes que recebem, quem gosta de cozinhar para todos no jantar ou prepare doces para os parentes, que de bom grado respondem à tia solteirona que pergunta onde está o namorado.

Estamos prestes a revelar a você uma verdade cruel: essas pessoas existem e talvez um exemplo delas possa ajudá-lo. Então, sua jovem mulher que odeia o Natal e aqueles dias infestados pela presença indesejada de hordas de parentes, saiba que você não é uma heroína do nosso tempo e que ninguém lhe dará uma recompensa pelo seu sofrimento e idiossincrasias que você sente principalmente em contra sua própria família.

Para sobreviver √†s festividades com dignidade √© o seu dever moral, por essa raz√£o, compilamos uma lista de id√©ias e estrat√©gias muito inteligentes para superar esse duro teste que o destino (e n√≥s) imp√Ķe a cada ano.

Os mais belos filmes de Natal de todos os tempos
  • Se dar presentes a seus parentes lhe causar t√©dio, aborrecimento, indisposi√ß√£o e v√°rias doen√ßas f√≠sicas, n√£o os fa√ßa. Delegue a sua m√£e ou a seu irm√£o, mas lembre-se que pelo menos voc√™ tem que dar-lhes presentes. Isso √© para devolver o favor.
  • Ele acha que existem aqueles que est√£o em pior situa√ß√£o: por exemplo a encomenda de perfumaria na tarde da v√©spera. Mas vamos encarar isso, mesmo nas tr√™s semanas anteriores abundantes. As ordens (e os vendedores) s√£o as verdadeiras v√≠timas do Natal. Se voc√™ fizer o trabalho, finja que n√£o leu e passe para o pr√≥ximo ponto.
  • Por que odiar o Natal se pelo menos tr√™s dias seguidos voc√™ est√° autorizado a fazer uma imers√£o completa na boa culin√°ria? Vamos redescobrir os prazeres da mesa, vamos lembrar que √†s vezes a comida √© ainda melhor que o sexo. E estar em uma dieta no Natal √© in√ļtil e contraproducente. Se voc√™ n√£o concorda, n√£o sabe o que est√° perdendo.
  • Voc√™ est√° convencido de que seus parentes se re√ļnem sorrindo por pura conven√ß√£o social, enquanto na realidade eles n√£o se suportam? Voc√™ provavelmente est√° certo. Mas e se eu estivesse errado?
  • Vov√≥ te pergunta sobre o namorado dela: se ele lhe desse o dinheiro, seja razo√°vel, perdoe-a e considere que ela se casou h√° 50 anos, praticamente em outra √©poca. Seria inteligente para voc√™ entender e aceitar diferen√ßas geracionais. Natal com o seu...
  • A tia solteirona lhe pergunta sobre seu namorado: voc√™ sempre pode respond√™-las com a mesma pergunta. Onde est√° a tia do seu namorado? O sil√™ncio sepulcral de todo o sal√£o √© garantido. Ok, voc√™ pode evitar fazer isso: mas voc√™ entendeu que tristes motiva√ß√Ķes existenciais est√£o escondidas por tr√°s das perguntas inexplic√°veis ‚Äč‚Äčde sua tia e agora voc√™ n√£o pode mais ficar zangado com ela.
  • Essa coisa de n√£o tem namorado para o Natal s√≥ n√£o desce? E o fato de sua prima (obviamente bonita e desagrad√°vel) ter encontrado uma "boa festa" e t√™-lo trazido pontualmente para a fam√≠lia n√£o o ajuda? Concentre-se bem: ele definitivamente coloca os chifres nela. Melhor sol do que tes√£o.
  • Voc√™ tem um namorado e cometeu o s√©rio erro de traz√™-lo para a fam√≠lia por raz√Ķes que voc√™ n√£o lembra agora (talvez algo que tenha a ver com conven√ß√Ķes sociais)? Seus parentes matematicamente ir√£o envergonh√°-lo e direcion√°-lo a perguntas desconfort√°veis? Sua av√≥ lhe perguntar√° quando voc√™ tiver um filho enquanto estiver juntos por dois meses? Voc√™ ainda tem tempo para n√£o traz√™-lo para a fam√≠lia: as perguntas sobre "o que aconteceu com ele?" poderia ser mais agrad√°vel. A escolha √© sua.
  • Imagine passar o Natal sozinho em um por√£o com uma garrafa de u√≠sque em puro estilo Charles Bukowski. Sem aquecimento. Nada de doces ou assados. Com a cama quebrada e as teias de aranha. Agora seus parentes parecem mais gentis com voc√™? (se voc√™ preferir o cen√°rio de Bukowski, sua fam√≠lia √© um caso desesperado)
  • Se nada disso o convenceu / consolou, sempre podemos conscientiz√°-lo O Natal √© celebrado apenas uma vez por ano e termina rapidamente. E depois h√° sempre as festas da 24¬™ noite e o encontro niilista com os amigos da 25¬™ tarde.

Agora treine-se para ver essas imagens incompar√°veis ‚Äč‚Äčde harmonia e alegria que s√£o tipicamente de Natal sem ficar chateado. Que a for√ßa esteja com voc√™!

Vídeo: COISAS QUE IRRITAM NA CEIA DE NATAL

ÔĽŅ
Menu